Portal de Eventos da ULBRA., XV FÓRUM DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA (Canoas)

Tamanho da fonte: 
HISTOPLASMOSE SISTÊMICA EM FELINO DOMÉSTICO
Cristine Dossin Bastos Fischer, Vagner Raul Fink, Iasmine Bizz Mottin, Adrielle Ehlers, Ana Paula Lino de Souza

Última alteração: 04-10-2015

Resumo


A histoplasmose é uma doença causada por um fungo dimórfico saprófita, o Histoplasma capsulatum que pode causar doença sistêmica em cães e gatos. Os sinais clínicos envolvem os sistemas gastrintestinal, respiratório e retículo-endotelial, bem como envolvimento ósseo e ocular. O diagnóstico da doença é estabelecido pela observação das leveduras em amostras de tecidos infectados. A terapia para histoplasmose é baseada no uso de anti-fúngicos como o itraconazol e o prognóstico da doença está relacionado à terapia precoce. O presente trabalho apresenta um caso de histoplasmose felina sistêmica, cujo diagnóstico foi estabelecido por exame histopatológico e cultura fúngica com isolamento do agente. Embora o animal tenha iniciado a terapia anti-fúngica a base de itraconazol, a evolução foi negativa e o animal veio a óbito durante o tratamento. A necropsia confirmou uma doença em estágio avançado com envolvimento sistêmico. Profissionais especializados em medicina felina estão sendo cada vez mais exigidos pelo mercado de trabalho e o conhecimento de doenças como a histoplasmose felina sistêmica são fundamentais para manutenção da qualidade nos serviços prestados e do bem-estar dos pacientes atendidos.

Palavras-chave


Felino. Micose sistêmica. Histoplasma. Úlcera oral.

Texto completo: Pôster  |  Resumo expandido