Portal de Eventos da ULBRA., XV FÓRUM DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA (Canoas)

Tamanho da fonte: 
ESTADIAMENTO DA DOENÇA RENAL CRÔNICA EM CÃES E GATOS NA ROTINA CLÍNICA DE UM HOSPITAL VETERINÁRIO
CRISTINE DOSSIN BASTOS FISCHER, Aline Makiejczuk

Última alteração: 05-10-2015

Resumo


 

A doença renal crônica em cães e gatos é considerada a terceira causa de morte mais comum em cães e a segunda, em gatos com doenças crônicas. A Sociedade Internacional de Interesse Renal (International Renal Interest Society – IRIS) propõe uma classificação da evolução da doença composta por quatro estágios baseados na mensuração da concentração de creatinina sérica e subestadiados a partir da proteinúria e pressão arterial. Este estadiamento norteia o tratamento que inclui o manejo da desidratação e da hipovolemia, o tratamento da hipertensão arterial e da anemia, além do uso de uma dieta específica com controle de proteína e fósforo. Vinte e um animais atendidos em um Hospital Veterinário de Porto Alegre tiveram seu estadiamento realizado conforme a IRIS e verificou-se que sete paciente foram classificados no Estágio 4 (33,33%), seis no Estágio 3 (28,6%), seis no Estágio 2 (28,6%) e dois no Estágio 1 (9,52%). Com relação a pressão arterial, indicador de prognóstico junto com a proteinúria, cinco animais estiveram no grupo de alto risco. A proteinúria pode ser avaliada e confirmada 10 animais. O estadiamento proposto pela IRIS simplifica e padroniza a aplicação do tratamento ao doente renal crônico, bem como seu acompanhamento e deve se tornar uma práxis na rotina clínica de pequenos animais.

 

 


Palavras-chave


Rim. Doença Renal Crônica. Estadiamento

Texto completo: Pôster  |  Resumo expandido